CONTOS GAYS – Sarro no Metro RJ

CONTOS GAYS – Branquinho e o titio
Janeiro 7, 2018
Vídeo de Lucas Lucco treinando de sunga 😍
Janeiro 7, 2018

Olá amigos, curto os contos que ocorrem aqui e tenho muita história para contar também mas que aconteceu hoje comigo. Bom, Sou do RJ, tenho 27 anos, moreno claro, corpo normal mas bem gostoso, cabelos e olhos castanhos,não-afeminado. Sou do tipo normal, não sou bonito e tb não me considero feio, tenho um pau com 18 cm e a coisa que mais gosto de fazer é tirar sarro dentro do Metro e essa história que vou contar.

Bom, estava indo pegar o metro para trabalhar e como sempre, pego na Linha 2, entre 07:00hs e 09:00hs, que é o horário que eles estão sempre lotados e com uma pegação em lugares específicos nos vagãoes.

Entrei e naquele empura, empura, acabei ficando do lado de cara que aparentava ter uns 25 anos, tinha a minha altura e com o corpo todo malhadinho e acabei ficando em sua frente. Confesso que até fiquei com maldade mas achei que “ele era muita areia para o meu caminhãozinho” e de repente ele começa a se encostar em mim e eu senti que o seu pau começa a dar sinal de vida. Disfarçadamente, passei a mão por trás e senti a quentura e a dureza do seu pau, que me fez tremer de tesão.

As vezes ele fazia carinho na minha mão e encostava o seus lábio na minha nuca. Só que chegamos na estação Estácio e eu fui fazer a transferência para Linha 1 e ele foi embora. Sai frustrado, pois queria continuar com o sarro na Linha 1 também. Mas o melhor ainda estava me aguardando…

Segui minha viagem na Linha 1 e peguei o metro próximo a escada rolante, pois lá é que rolam realmente os sarros. Observei que um outro moreno claro, que aparentava tb ter uns 25 anos só que mais alto do que eu, estava esperando o metro tb e me deu uma olhada de cima a baixo e logo fiquei excitado. Entrei e ele me puxou para o seu lado e quando encostei nele, ele já estava de pau duro!!!

E que Pau!!! A minha maior surpresa foi que ele começou a mexer na minha bunda e de repente ele pediu para eu afrouxar a minha calça porque ele ia me comer ali mesmo. Fiquei um pouco com medo pois, além de estar sem camisinha, o tempo era curto pois, daqui algumas estações os vagões iriam esvaziar quando chegasse na estação da Carioca.

Mas parece que o destino estava do nosso lado e ouvimos o maquinista dizer que permaneceríamos paramos por alguns minutos até a normalização do tráfego e isso leva quase 10 minutos e foi aí que fiquei mais tranquilo e cedi. Eu estava com um casaco preso na minha mochila e ele fez sinal para que eu colocasse em volta da minha cintura como o corpo do casaco para trás d modo que tampasse o que ele queria fazer comigo, então eu fiz.

Tinha um outro cara todo engravatado, branco com cavanhaque, que percebeu a nossa movimentação e quando notou o que estava acontecendo deu um jeito e colocou o seu pau perto da minha mão que pude perceber que era grossa e que já estava toda babada. Vibrei! Enquanto o isso, o cara que estava atrás de mim, não sei como, colocou uma camisinha e daquelas que já vem lubrificadas e começou a forçar a passagem tentando colocar o seu pau na minha bunda.

Aquilo foi me dando um desespero pois foi me dando uma sensação e de dor e prazer ao mesmo tempo, só de imaginando que estaria sendo enrabado por um desconhecido e punhetando a pica do outro. O Metro andou de novo e com o balanço, começou a fazer um vai-e-vem e eu me contendo para não gemer e punhetando o outro cara. Foi uma loucura!

Daqui mais alguns instantes sinto uma pressão na minha bunda e sinto a perna do cara tremer e senti quando ele derramou todo o seu leite dentro do meu cu (na camisinha) e só de imaginar isso gozei sem mesmo tocar no meu pau. O cara de cavanhaque estava do meu lado e senti que ia gozar e para que ele não sujasse nem a mim e nem a ninguém peguei a manga do meu casaco e coloquei na frente do seu pau e ele gozou muito. Olhei para a cara dele, e o vi com aquele cavanhaque, fechando os olhos de tanto prazer e se contendo para não gemer… Foi o máximo!!! .

Nisso o cara que estava atrás de mim, tirou o pau da minha bunda e pegou a camisinha e colocou na minha mão e me disse ”para vc guardar de recordação desse momento sublime. Adorei sua bundinha. A gente se vê por aí…” Disfarçadamente ele levantou a minha calça e eu dei um nó na camisinha pois queria guardar de recordação , seria um troféu para mim.

O outro cara, colocou o seu pau de volta no seu lindo terno preto com listras de giz branca e colocou o seu cartão no meu bolso e depois descobri que seu nome era Adriano e que com certeza vou ligar para falar com ele e de pois conto para vcs. Essa foi a minha história. Se vc curte sarros tb e quer me encontrar no metro,ou tem uma história para me contar.

 

 

 

 

 

Os comentários estão encerrados.